Pular para o conteúdo principal

Recesso da Alese só depois do Natal

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Luciano Bispo (MDB), em sintonia com os demais membros da Mesa Diretora e em concordância com os líderes das bancadas de situação e de oposição, definiu que a Casa terá pautas de votação nos dias 19, 23 e 26, para só então iniciar o recesso parlamentar.
Para a próxima quinta-feira (19), ficou estabelecido que estará mantido o entendimento para os deputados apreciarem a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que , em seu 1º turno, que versa sobre a Previdência Social dos servidores públicos e militares estaduais, alterando o artigo 30 da Constituição Estadual fazendo uma adequação à Nova Previdência, aprovada pelo Congresso Nacional através da Emenda Constitucional nº 103/2019.
Diante de questionamentos feitos pelo deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania), Luciano Bispo explicou o cronograma de votações e apresentações de emendas à PEC. Ficou estabelecido que os parlamentares podem entregar suas emendas com pelo menos oito assinaturas na Secretaria-Geral da Mesa Diretora até às 17 horas desta quarta-feira (18). “Conforme combinado aqui na quinta-feira (19) nós só votaremos a PEC em 1º turno. Nada mais”, ratificou Luciano.
Em seguida, o presidente da Alese explicou que na próxima segunda-feira (23), já por volta das 10 horas, a sessão será aberta e, suspensa em seguida, para que os parlamentares possam apreciar e votar, nas Comissões Temáticas, um volume extenso de proposituras do Poder Executivo, do Ministério Público, Poder Judiciário e dos próprios deputados, que não reúnam temas “polêmicos” ou que recebam muitos questionamentos.
“Tirando o Orçamento, o Plano Plurianual, a questão da Previdência e alguma outra matéria específica, o restante das matérias a gente já antecipa nas Comissões e depois em plenário, à tarde, ao longo do dia 23”, explicou Luciano Bispo.
Para concluir, o presidente explicou que os demais projetos serão colocados em votação, nas Comissões e em plenário, durante o dia 26. “Nós vamos votar a PEC da Previdência em 2º turno, a Lei Orçamentária e o PPA”. Se Orçamento e PPA forem aprovados, a Casa inicia o recesso parlamentar até o dia 3 de fevereiro, quando as atividades em plenário serão retomadas.
Foto: Jadílson Simões
Por Habacuque Villacorte – Rede Alese

Luciano de Menininha

O ex-prefeito de Propriá Luciano Nascimento (de Menininha) não fez qualquer manifestação pública de que poderia ser candidato a prefeito na eleição de 2020, mas, já circula um comentário que ele não pode ser por conta de impedimento na Justiça Eleitoral. Numa consulta feita ontem, Luciano tem Certidão que nada impede uma candidatura sua, se assim desejar.

PSC fecha com Edvado

Nesta terça-feira, 17, o prefeito Edvaldo Nogueira recebeu o presidente do diretório do PSC de Aracaju, Clóvis Silveira, e o ex-deputado Zeca da Silva (representando o ex-deputado federal André Moura), quando fecharam o apoio da sigla para a reeleição do atual prefeito. 

Salário de R$ 1031,00


O Congresso Nacional aprovou Orçamento público para 2020, com valor total de R$ 3,6 trilhões. A Lei Orçamentária Anual (LOA) estima as receitas e fixa as despesas da União, ou seja, tudo que é recebido pelo governo e todos os seus gastos. A previsão de inflação (IPCA) no próximo ano é de 3,53% e o crescimento do PIB ficou estimado em 2,32%. O PLN 22/2019 segue agora para sanção da Presidência da República.

O texto aprovado estabelece que em janeiro próximo o salário mínimo passará dos atuais R$ 998 para cerca de R$ 1.031, abaixo do valor inicialmente previsto (R$ 1.039). A meta da taxa de juros (Selic) é 4,40%. O câmbio médio é projetado em R$ 4,00 por dólar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Decisão do ministro Alexandre de Moraes é temerária para um dos maiores constitucionalista brasileiro, Ives Gandra Martins

O artigo a seguir foi extraído do endereço eletrônico registrado no final, e tem a autoria de um dos maiores constitucionalista brasileiro, Ives Gandra Martins, que faz referência, inclusive, à possibilidade de intervenção militar diante da desordem e desarmonia entre os poderes (em negrito no texto). Leia na íntegra: "Harmonia e independência dos poderes? Por Ives Gandra Martins Aos 85 anos e mantendo amizade e admiração com e por grande parcela dos juristas brasileiros e muitos estrangeiros, de todas as colorações ideológicas, é sempre com constrangimento que, no dever que me imponho de cidadão, sinto-me na obrigação de expor opinião contrária àqueles expoentes do direito, que, sendo amigos, encontram-se em funções públicas. Ao ler a Constituição, cujos trabalhos acompanhei de perto, participando de audiências públicas, oferecendo textos, alguns aprovados pela Constituinte e, informalmente, assessorando alguns constituintes, não consigo encontrar nenhum dispositivo que

A "generosidade" do Banese em nome da pandemia visa lucro altíssimo

O governador Belivaldo Chagas determinou que o Banco do Estado de Sergipe PRORROGASSE por três meses as mensalidades dos empréstimos consignados dos servidores públicos, bem como os CDCs , devido o momento difícil que todos estão passando pela pandemia do Covid-19. Desde o dia 1° de maio o BANESE   já disponibilizou para os aplicativos de smartphones a opção de "PRORROGAÇÃO" para quem tem empréstimo com a instituição financeira, e já provocou dúvidas e indignação em quem fez simulações nas "ofertas generosas" do banco para seus clientes. Diferente do que determinou o governador do Estado, e mais ainda do que explicou a assessoria de comunicação do BANESE, que disse o seguinte: "Dessa forma, a prorrogação está sendo oferecida com a manutenção da taxa de juros do contrato anterior, sem aumento no valor mensal das parcelas e sem cobrança de IOF, com a distribuição dos juros de carência nas parcelas do novo contrato". Dito assim, leigo que somos do sis

CONVENÇÕES PARTIDÁRIAS VIRTUAIS

Nestes últimos dias fomos agraciados com mais uma novidade que irá vigorar nas próximas eleições municipais, a possibilidade de que as convenções partidárias ocorram virtualmente. É certo que a pandemia que nos aflige acelerou mudanças que seriam observadas ao longo dos anos, fazendo presente cada vez mais a tecnologia à nossa vida, consequentemente ao sistema eleitoral também. Já passamos pelo período das janelas partidárias, das filiações, do alistamento, de mudança de domicílio eleitoral e de regularização do título de eleitor, tudo feito de forma virtual. Em nossos textos é sempre mencionada a necessidade de adequação ao momento em que estamos vivendo, e a experiência vem demonstrando tal necessidade, sendo certo o fato de que quem não buscar se amoldar ao momento poderá ficar para trás no pleito vindouro. Especificamente no que tange à realização das convenções partidárias por meio virtual, foi realizada consulta ao TSE questionando esta possibilidade, sendo proferido Parecer favo