Pular para o conteúdo principal

Edvaldo vai enfrentar o PT em 2020

Aquilo que poderia ser, agora é uma realidade, conforme declarou o senador Rogério Carvalho para o jornalista Jozailto Lima do portal jlpolitica.com.br.
O senador afirma que uma candidatura do Partido dos Trabalhadores para prefeito de Aracaju "é um fato consumado", e diz que a sigla precisa se "reposicionar na cena política".
Rogério cita o nome do suplente de deputado federal Márcio Macedo como um possível candidato, e também da vice-governadora Eliane Aquino, embora não tenha se manifestado com essa pretensão.
Com essa possibilidade de enfrentar o aliado histórico Edvaldo Nogueira, o petista diz que não precisa fazer uma campanha criticando o atual prefeito, mas, com a apresentação das propostas que o PT terá para governar Aracaju.
Escalado para assumir a liderança do partido no Senado Federal ano que vem, Rogério se exclui da pretensão de disputar a sucessão de Edvaldo.
Uma candidatura petista no cenário de 2020 fará com que Edvaldo busque ampliar os apoios de forma bem eclética, unindo-se com correntes ideológicas adversas.
O presidente do MDB da capital, Jackson Barreto, reafirmou esses dias que apoiará a reeleição de Edvaldo, mas, pregou que o grupo deve caminhar unido. Vale dizer que JB, atualmente, anda bem próximo dos petistas, principalmente, em favor da causa do ex-presidente Lula. No popular: "pegando uma punga". 
O atual prefeito continua com mais consistência na construção de uma candidatura dentre os pretensos candidatos que surgiram até aqui, e deve acentuar esse ritmo depois que esgotar todas as dúvidas de uma aliança com o PT. Tem muita pedra para mexer no tabuleiro da eleição de 2020.

Câmara de Itabaiana

A juíza da 2ª Vara Cível de Itabaiana, Taiane Danusa Gusmao Barroso Sande, determinou nesta terça-feira (19) a anulação definitiva da ata da eleição da vereadora Ivoni Andrade (MDB) para a presidência da Câmara Municipal de Vereadores de Itabaiana.

Mais grana para Aracaju

O prefeito Edvaldo Nogueira se reuniu, na tarde desta quarta-feira, 20, em Brasília, com o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, para pleitear a liberação de recursos para obras em Aracaju. Na audiência, intermediada pelo deputado federal Laércio Oliveira, que também esteve presente, o prefeito apresentou os projetos, já aprovados pela Caixa Econômica Federal, que incluem a reforma de 13 praças e a infraestrutura do prolongamento da avenida Alexandre Alcino, na Ponta da Asa, no bairro Santa Maria. O ministro se comprometeu em avaliar a demanda. Juntas, as obras custarão R$ 6,6 milhões.

Prisão em segunda instância

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou por 50 votos favoráveis e 12 contrários, na tarde desta quarta-feira (20), o relatório da proposta de emenda à Constituição (PEC 199/19) que permite a prisão após condenação em segunda instância. Agora a PEC segue para comissão especial da Casa.

13º salário do Bolsa Família

O porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, afirmou nesta quarta-feira (20) que o pagamento do benefício extra do Bolsa Família, a ser creditado em dezembro, está totalmente garantido.

Renegociação de dívidas

Antes do fim do ano, o Banco Central (BC) promoverá um mutirão para que os clientes renegociem dívidas com bancos antes do Natal e do ano-novo, anunciou nesta quarta-feira (20) o presidente da instituição, Roberto Campos Neto. Em audiência pública na Comissão Mista de Orçamento (CMO) do Congresso Nacional, ele explicou que o mutirão estará atrelado a cursos de educação financeira.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Decisão do ministro Alexandre de Moraes é temerária para um dos maiores constitucionalista brasileiro, Ives Gandra Martins

O artigo a seguir foi extraído do endereço eletrônico registrado no final, e tem a autoria de um dos maiores constitucionalista brasileiro, Ives Gandra Martins, que faz referência, inclusive, à possibilidade de intervenção militar diante da desordem e desarmonia entre os poderes (em negrito no texto). Leia na íntegra: "Harmonia e independência dos poderes? Por Ives Gandra Martins Aos 85 anos e mantendo amizade e admiração com e por grande parcela dos juristas brasileiros e muitos estrangeiros, de todas as colorações ideológicas, é sempre com constrangimento que, no dever que me imponho de cidadão, sinto-me na obrigação de expor opinião contrária àqueles expoentes do direito, que, sendo amigos, encontram-se em funções públicas. Ao ler a Constituição, cujos trabalhos acompanhei de perto, participando de audiências públicas, oferecendo textos, alguns aprovados pela Constituinte e, informalmente, assessorando alguns constituintes, não consigo encontrar nenhum dispositivo que

A "generosidade" do Banese em nome da pandemia visa lucro altíssimo

O governador Belivaldo Chagas determinou que o Banco do Estado de Sergipe PRORROGASSE por três meses as mensalidades dos empréstimos consignados dos servidores públicos, bem como os CDCs , devido o momento difícil que todos estão passando pela pandemia do Covid-19. Desde o dia 1° de maio o BANESE   já disponibilizou para os aplicativos de smartphones a opção de "PRORROGAÇÃO" para quem tem empréstimo com a instituição financeira, e já provocou dúvidas e indignação em quem fez simulações nas "ofertas generosas" do banco para seus clientes. Diferente do que determinou o governador do Estado, e mais ainda do que explicou a assessoria de comunicação do BANESE, que disse o seguinte: "Dessa forma, a prorrogação está sendo oferecida com a manutenção da taxa de juros do contrato anterior, sem aumento no valor mensal das parcelas e sem cobrança de IOF, com a distribuição dos juros de carência nas parcelas do novo contrato". Dito assim, leigo que somos do sis

CONVENÇÕES PARTIDÁRIAS VIRTUAIS

Nestes últimos dias fomos agraciados com mais uma novidade que irá vigorar nas próximas eleições municipais, a possibilidade de que as convenções partidárias ocorram virtualmente. É certo que a pandemia que nos aflige acelerou mudanças que seriam observadas ao longo dos anos, fazendo presente cada vez mais a tecnologia à nossa vida, consequentemente ao sistema eleitoral também. Já passamos pelo período das janelas partidárias, das filiações, do alistamento, de mudança de domicílio eleitoral e de regularização do título de eleitor, tudo feito de forma virtual. Em nossos textos é sempre mencionada a necessidade de adequação ao momento em que estamos vivendo, e a experiência vem demonstrando tal necessidade, sendo certo o fato de que quem não buscar se amoldar ao momento poderá ficar para trás no pleito vindouro. Especificamente no que tange à realização das convenções partidárias por meio virtual, foi realizada consulta ao TSE questionando esta possibilidade, sendo proferido Parecer favo