Pular para o conteúdo principal

Brasileiro anda com pressa no feriadão

O feriadão da Proclamação da República deixou um saldo de 863 acidentes nas rodovias federais que cortam o país, com 1.040 pessoas feridas e 75 mortes, segundo o balanço divulgado ontem (18) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).
De acordo com a PRF, a Operação Proclamação da República 2019 iniciada na última quinta-feira (14) e encerrada no domingo (17) flagrou 1.664 motoristas que haviam consumido bebida alcoólica antes de assumir o volante.
Desses, 486 tiveram a alcoolemia constatada pelo teste do etilômetro (bafômetro). No total, mais de 60,3 mil motoristas foram submetidos ao teste, seja no aparelho tradicional ou no etilômetro passivo, com 147 pessoas detidas.
Segundo a PRF, boa parte das colisões frontais com mortes foi causada pelas ultrapassagens indevidas, seja em local proibido ou forçadas. Os policiais notificaram 6.214 veículos realizando esse tipo de manobra perigosa.
Os policiais flagraram 1.734 motoristas que não usavam o cinto de segurança durante a abordagem, enquanto mais de 2 mil passageiros também não estavam com o equipamento. Os dados mostraram ainda que 238 condutores foram flagrados fazendo uso do celular.
Quanto aos condutores de motos, a maior imprudência foi em relação ao não uso do capacete: 1.112 motociclistas que estavam circulando sem o equipamento obrigatório foram autuados.
Durante os quatro dias da operação, 160 mil veículos foram fiscalizados e 163 mil pessoas também passaram pelos procedimentos de fiscalização. Ações de educação para o trânsito também foram desenvolvidas em todo país. Cerca de oito mil pessoas receberam orientações de um trânsito mais seguro por meio do Cinema Rodoviário. (Por agência Brasil)

Zezinho Guimarães e a previdência

O deputado estadual Zezinho Guimarães já advertiu alguns colegas parlamentares que usam as redes sociais para fazer discurso populista. Guimarães disse que a reforma da previdência é necessária, e que todos sabem disso, porém, alguns pregam o contrário, jogando para galera.

DEM pelo interior

Ontem o presidente estadual do Democratas, José Carlos Machado, esteve mais uma vez reunido com o deputado estadual Garibalde Mendonça para tratar da organização do partido em alguns municípios sergipanos. Na pauta do encontro desta segunda-feira, 18, a definição foi sobre o diretório da cidade de Arauá.

Lula virou "arte"

Era só o acontecimento do Festival de Arte de São Cristóvão, até quando o prefeito Marcos Santana no alto de sua empolgação proferiu um discurso político, quando deveria ser institucional, já que o evento foi custeado com dinheiro público. O deslize do prefeito está registrado em vídeo, e já circula nas redes sociais. Aos gritos, Marcos concluiu suas palavras com um sonoro: "Viva a Liberdade, Lula Livre". Vacilou!

Eleição de Lagarto

O ex-prefeito de Lagarto Valmir Monteiro disse para o radialista Narcizo Machado que "jamais se aliaria ao grupo dos Reis, e que seu agrupamento terá uma candidatura para disputar a próxima eleição. Valmir também disse que ainda não tem um nome definido para o embate eleitoral. O bicho vai pegar em 2020! 

Recesso da Câmara de Aracaju

O presidente da Câmara de Vereadores de Aracaju, Josenito Vitalle, disse em entrevista para o radialista Eron Ribeiro que o parlamento da capital também vai reduzir o seu tempo de recesso. Nitinho afirmou que a proposta é acompanhar o que já acontece no Congresso Nacional e na Assembleia Legislativa de Sergipe. É o efeito dominó! 

Votação na Alese

Seguindo o que vem acontecendo em outras votações na Assembleia Legislativa, ontem foi distribuída a pauta prévia da votação que acontece hoje. A pauta não é tão extensa, mas, cumpre o que fora solicitado pelos deputados, isto é, tomar conhecimento do que vão votar com antecedência.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Decisão do ministro Alexandre de Moraes é temerária para um dos maiores constitucionalista brasileiro, Ives Gandra Martins

O artigo a seguir foi extraído do endereço eletrônico registrado no final, e tem a autoria de um dos maiores constitucionalista brasileiro, Ives Gandra Martins, que faz referência, inclusive, à possibilidade de intervenção militar diante da desordem e desarmonia entre os poderes (em negrito no texto). Leia na íntegra: "Harmonia e independência dos poderes? Por Ives Gandra Martins Aos 85 anos e mantendo amizade e admiração com e por grande parcela dos juristas brasileiros e muitos estrangeiros, de todas as colorações ideológicas, é sempre com constrangimento que, no dever que me imponho de cidadão, sinto-me na obrigação de expor opinião contrária àqueles expoentes do direito, que, sendo amigos, encontram-se em funções públicas. Ao ler a Constituição, cujos trabalhos acompanhei de perto, participando de audiências públicas, oferecendo textos, alguns aprovados pela Constituinte e, informalmente, assessorando alguns constituintes, não consigo encontrar nenhum dispositivo que

A "generosidade" do Banese em nome da pandemia visa lucro altíssimo

O governador Belivaldo Chagas determinou que o Banco do Estado de Sergipe PRORROGASSE por três meses as mensalidades dos empréstimos consignados dos servidores públicos, bem como os CDCs , devido o momento difícil que todos estão passando pela pandemia do Covid-19. Desde o dia 1° de maio o BANESE   já disponibilizou para os aplicativos de smartphones a opção de "PRORROGAÇÃO" para quem tem empréstimo com a instituição financeira, e já provocou dúvidas e indignação em quem fez simulações nas "ofertas generosas" do banco para seus clientes. Diferente do que determinou o governador do Estado, e mais ainda do que explicou a assessoria de comunicação do BANESE, que disse o seguinte: "Dessa forma, a prorrogação está sendo oferecida com a manutenção da taxa de juros do contrato anterior, sem aumento no valor mensal das parcelas e sem cobrança de IOF, com a distribuição dos juros de carência nas parcelas do novo contrato". Dito assim, leigo que somos do sis

CONVENÇÕES PARTIDÁRIAS VIRTUAIS

Nestes últimos dias fomos agraciados com mais uma novidade que irá vigorar nas próximas eleições municipais, a possibilidade de que as convenções partidárias ocorram virtualmente. É certo que a pandemia que nos aflige acelerou mudanças que seriam observadas ao longo dos anos, fazendo presente cada vez mais a tecnologia à nossa vida, consequentemente ao sistema eleitoral também. Já passamos pelo período das janelas partidárias, das filiações, do alistamento, de mudança de domicílio eleitoral e de regularização do título de eleitor, tudo feito de forma virtual. Em nossos textos é sempre mencionada a necessidade de adequação ao momento em que estamos vivendo, e a experiência vem demonstrando tal necessidade, sendo certo o fato de que quem não buscar se amoldar ao momento poderá ficar para trás no pleito vindouro. Especificamente no que tange à realização das convenções partidárias por meio virtual, foi realizada consulta ao TSE questionando esta possibilidade, sendo proferido Parecer favo