Pular para o conteúdo principal

Preso homem que matou secretário de Itabaiana

Uma operação realizada em Gurupi, no Tocantins, possibilitou a prisão de Edson Alcântara Santana, 33 anos, mais conhecido como Ercinho. De acordo com a assessoria de comunicação da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP/SE), é ele que aparece nas imagens em uma churrascaria na cidade de Itabaiana e atira contra o secretário de Assuntos Institucionais e Defesa Social do município, Rauan Stefani Santos Santana, em junho deste ano.
Edson Alcântara também possui mandado de prisão por envolvimento no homicídio que vitimou o escrivão da Polícia Civil Flávio Santos de Oliveira Matos, em junho de 2010. Na época, a Polícia Civil de Sergipe chegou a prender parte da quadrilha da qual Edson fazia parte, apresentada dias depois na Academia da Polícia Civil. Ele estava foragido há quase dez anos e também possuía um outro mandado em aberto por um roubo na agência nos Correio em Areia Branca.
A operação, que ocorreu no último sábado, 26, apenas foi possível depois de troca de informações entre várias forças de segurança pública. Houve intensas conversas entre a Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol) da Polícia Civil de Sergipe, Delegacia Regional de Itabaiana, Companhia de Operações Táticas Rurais (Cotar) da PM do Ceará, Polícia Rodoviária Federal de Tocantins e Polícia Civil de Tocantins. Todas estas unidades acompanhavam alguns crimes praticados pelo investigado.
Outra unidade que participou da operação foi o segundo Batalhão de Ações Especiais da Polícia Militar de São Paulo. Esta unidade é responsável pelo policiamento em Praia Grande, litoral paulista, onde morava o “Ercinho”.  Segundo a Polícia Civil de Sergipe, “Ercinho” estava em Gurupi (TO) a fim de realizar roubos de cargas na região. A explicação de várias unidades envolvidas deve-se à ação criminosa do investigado em várias partes do país. As investigações continuam no sentindo de identificar outras pessoas envolvidas com o grupo.
Depois de determinação do secretário da Segurança Pública, João Eloy, foi montada uma força tarefa entre policiais civis do Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope) e militares do 11o Batalhão da PM, que se deslocaram até Gurupi e deram cumprimento ao mandado de prisão contra.
Ele será conduzido por uma equipe do Cope para Aracaju nos próximos dias, onde prestará depoimento aos investigadores. Na terça-feira, 29, com horário ainda a combinar, a Secretaria da Segurança Pública irá promover entrevista coletiva para explicar as investigações.
Fonte: Ascom SSP/SE

Aquecer o turismo

O governo brasileiro vai aproveitar o Fórum de Lideranças do Setor Aéreo da América Latina e Caribe, que ocorreu de domingo (27) a terça-feira (29) em Brasília, para se reunir com companhias aéreas da região visando promover e estimular a atuação no mercado brasileiro, atualmente dominado por três agentes: Latam, Gol e Azul. O encontro é considerado o maior evento sobre aviação do continente e reúne autoridades e executivos da área.Segundo o secretário nacional de Aviação do Ministério da Infraestrutura, Ronei Glanzmann, representantes do Executivo vão apresentar o mercado brasileiro sob as novas regras. Na lista de encontros estão empresas como Volaris, do México, Jetblue, dos Estados Unidos, e Sky, do Chile. As reuniões fazem parte das ações do governo para estimular a entrada de novos agentes econômicos no setor.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Decisão do ministro Alexandre de Moraes é temerária para um dos maiores constitucionalista brasileiro, Ives Gandra Martins

O artigo a seguir foi extraído do endereço eletrônico registrado no final, e tem a autoria de um dos maiores constitucionalista brasileiro, Ives Gandra Martins, que faz referência, inclusive, à possibilidade de intervenção militar diante da desordem e desarmonia entre os poderes (em negrito no texto). Leia na íntegra: "Harmonia e independência dos poderes? Por Ives Gandra Martins Aos 85 anos e mantendo amizade e admiração com e por grande parcela dos juristas brasileiros e muitos estrangeiros, de todas as colorações ideológicas, é sempre com constrangimento que, no dever que me imponho de cidadão, sinto-me na obrigação de expor opinião contrária àqueles expoentes do direito, que, sendo amigos, encontram-se em funções públicas. Ao ler a Constituição, cujos trabalhos acompanhei de perto, participando de audiências públicas, oferecendo textos, alguns aprovados pela Constituinte e, informalmente, assessorando alguns constituintes, não consigo encontrar nenhum dispositivo que

A "generosidade" do Banese em nome da pandemia visa lucro altíssimo

O governador Belivaldo Chagas determinou que o Banco do Estado de Sergipe PRORROGASSE por três meses as mensalidades dos empréstimos consignados dos servidores públicos, bem como os CDCs , devido o momento difícil que todos estão passando pela pandemia do Covid-19. Desde o dia 1° de maio o BANESE   já disponibilizou para os aplicativos de smartphones a opção de "PRORROGAÇÃO" para quem tem empréstimo com a instituição financeira, e já provocou dúvidas e indignação em quem fez simulações nas "ofertas generosas" do banco para seus clientes. Diferente do que determinou o governador do Estado, e mais ainda do que explicou a assessoria de comunicação do BANESE, que disse o seguinte: "Dessa forma, a prorrogação está sendo oferecida com a manutenção da taxa de juros do contrato anterior, sem aumento no valor mensal das parcelas e sem cobrança de IOF, com a distribuição dos juros de carência nas parcelas do novo contrato". Dito assim, leigo que somos do sis

CONVENÇÕES PARTIDÁRIAS VIRTUAIS

Nestes últimos dias fomos agraciados com mais uma novidade que irá vigorar nas próximas eleições municipais, a possibilidade de que as convenções partidárias ocorram virtualmente. É certo que a pandemia que nos aflige acelerou mudanças que seriam observadas ao longo dos anos, fazendo presente cada vez mais a tecnologia à nossa vida, consequentemente ao sistema eleitoral também. Já passamos pelo período das janelas partidárias, das filiações, do alistamento, de mudança de domicílio eleitoral e de regularização do título de eleitor, tudo feito de forma virtual. Em nossos textos é sempre mencionada a necessidade de adequação ao momento em que estamos vivendo, e a experiência vem demonstrando tal necessidade, sendo certo o fato de que quem não buscar se amoldar ao momento poderá ficar para trás no pleito vindouro. Especificamente no que tange à realização das convenções partidárias por meio virtual, foi realizada consulta ao TSE questionando esta possibilidade, sendo proferido Parecer favo