Pular para o conteúdo principal

Bolsonaro acusa Venezuela por manchas de óleo no Nordeste

O presidente Jair Bolsonaro voltou a comentar o vazamento de óleo que atingiu praias de todo o Nordeste brasileiro nas últimas semanas. Em sua conta no Twitter, na noite desta terça-feira 22, Bolsonaro questionou o que classificou como “silêncio” de ONGs e partidos da esquerda sobre a questão e diz que está fortalecida a tese de que o derramamento tem origem criminosa e pode estar ligado ao ditador venezuelano Nicolás Maduro.
“No mínimo estranho o silêncio de ONGs e esquerda brasileira sobre o óleo nas praias do Nordeste. – O apoio desses partidos ao ditador Maduro fortalece a tese de um derramamento criminoso. Embora análises indiquem que o óleo encontrado em praias provavelmente foi produzido na Venezuela, não é possível afirmar até aqui se o derramamento foi realizado por algum navio daquele país”, escreveu Jair Bolsonaro no Twitter, em post acompanhado de uma reportagem da TV Record.
Embora análises indiquem que provavelmente o óleo encontrado nas praias tem origem venezuelano, não é possível afirmar até aqui se o derramamento foi criminoso e realizado por um navio daquele país. Em entrevistas anteriores, Bolsonaro já havia declarado “ter quase certeza” de uma origem criminosa no incidente.
No início da semana, a Marinha informou que, até esta segunda-feira 21, foram recolhidas 900 toneladas de resíduos de óleo cru nas praias do Nordeste. O óleo começou a apareceu primeiro no litoral da Paraíba e se espalhou para Pernambuco, Alagoas, Ceará, Maranhão, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe e, mais recentemente, na Bahia. Segundo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), 72 municípios de nove estados tiveram suas praias afetadas pelo material. Segundo informa a Veja Online.

Orquestração

Numa tentativa clara de impulsionar a imagem positiva de um parlamentar sergipano diante da população, sua assessoria fez alguns contatos com setores da imprensa e formadores de opinião por mensagens de whatsaap, e também por telefone, para recrutar reconhecimento público de uma propositura apresentada pelo seu assessorado. A assessoria considerou a apresentação da proposta como "jogada de mestre". Assim eu soube!

Turismo comunicando

O governador Belivaldo Chagas ainda não definiu um nome para assumir a titularidade da pasta do Turismo de seu governo. Enquanto isso não acontece, o secretário de comunicação, Sales Neto, continua acumulando as duas pastas.

Fusão econômica

A interinidade de Sales Neto na pasta do Turismo, acumulada com a Comunicação, já provoca o questionamento de alguns setores. Pela desenvoltura do secretário nas duas pastas, há quem diga que o governador deveria unir as secretarias, principalmente, pela dificuldade financeira que o estado atravessa.

Edvaldo só

O processo de construção para a eleição da capital em 2020 passa a impressão que o atual prefeito Edvaldo Nogueira estará só na disputa. No momento, é o único que se movimenta com mais consistência para esse objetivo. Embora tenham outros pretendentes, não se vê consolidação de outras candidaturas para o pleito.

O risco de Emília

A vereadora Emília Correia tem recebido conselhos para refletir sobre sua possível candidatura para prefeitura de Aracaju. Nos argumentos, os conselheiros lhe falam do risco de ficar sem o mandato de vereadora, depois de uma possível derrota numa candidatura majoritária.

Atenção Banesianos

Os servidores do Banco do Estado de Sergipe - Banese poderão escolher um vereador para representar a categoria na Câmara Municipal de Aracaju na eleição que se aproxima. Há um nome que vem trabalhando como formiguinha, e pode surpreender nas urnas, ainda mais, se tiver o apoio da maioria dos banesianos. 







Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Decisão do ministro Alexandre de Moraes é temerária para um dos maiores constitucionalista brasileiro, Ives Gandra Martins

O artigo a seguir foi extraído do endereço eletrônico registrado no final, e tem a autoria de um dos maiores constitucionalista brasileiro, Ives Gandra Martins, que faz referência, inclusive, à possibilidade de intervenção militar diante da desordem e desarmonia entre os poderes (em negrito no texto). Leia na íntegra: "Harmonia e independência dos poderes? Por Ives Gandra Martins Aos 85 anos e mantendo amizade e admiração com e por grande parcela dos juristas brasileiros e muitos estrangeiros, de todas as colorações ideológicas, é sempre com constrangimento que, no dever que me imponho de cidadão, sinto-me na obrigação de expor opinião contrária àqueles expoentes do direito, que, sendo amigos, encontram-se em funções públicas. Ao ler a Constituição, cujos trabalhos acompanhei de perto, participando de audiências públicas, oferecendo textos, alguns aprovados pela Constituinte e, informalmente, assessorando alguns constituintes, não consigo encontrar nenhum dispositivo que

A "generosidade" do Banese em nome da pandemia visa lucro altíssimo

O governador Belivaldo Chagas determinou que o Banco do Estado de Sergipe PRORROGASSE por três meses as mensalidades dos empréstimos consignados dos servidores públicos, bem como os CDCs , devido o momento difícil que todos estão passando pela pandemia do Covid-19. Desde o dia 1° de maio o BANESE   já disponibilizou para os aplicativos de smartphones a opção de "PRORROGAÇÃO" para quem tem empréstimo com a instituição financeira, e já provocou dúvidas e indignação em quem fez simulações nas "ofertas generosas" do banco para seus clientes. Diferente do que determinou o governador do Estado, e mais ainda do que explicou a assessoria de comunicação do BANESE, que disse o seguinte: "Dessa forma, a prorrogação está sendo oferecida com a manutenção da taxa de juros do contrato anterior, sem aumento no valor mensal das parcelas e sem cobrança de IOF, com a distribuição dos juros de carência nas parcelas do novo contrato". Dito assim, leigo que somos do sis

CONVENÇÕES PARTIDÁRIAS VIRTUAIS

Nestes últimos dias fomos agraciados com mais uma novidade que irá vigorar nas próximas eleições municipais, a possibilidade de que as convenções partidárias ocorram virtualmente. É certo que a pandemia que nos aflige acelerou mudanças que seriam observadas ao longo dos anos, fazendo presente cada vez mais a tecnologia à nossa vida, consequentemente ao sistema eleitoral também. Já passamos pelo período das janelas partidárias, das filiações, do alistamento, de mudança de domicílio eleitoral e de regularização do título de eleitor, tudo feito de forma virtual. Em nossos textos é sempre mencionada a necessidade de adequação ao momento em que estamos vivendo, e a experiência vem demonstrando tal necessidade, sendo certo o fato de que quem não buscar se amoldar ao momento poderá ficar para trás no pleito vindouro. Especificamente no que tange à realização das convenções partidárias por meio virtual, foi realizada consulta ao TSE questionando esta possibilidade, sendo proferido Parecer favo