Pular para o conteúdo principal

Sem quebrar ovos não se faz omelete

É grande a queixa de alguns setores da imprensa, de políticos e populares, com a obra de recapeamento que está em execução pela Prefeitura de Aracaju na Avenida Beira Mar.  Evidente que o serviço causa transtorno, e o consequente aborrecimento dos condutores pelo congestionamento que atravessam no local.

Alguns questionam a razão do serviço não ser feito no período noturno, o que a PMA justifica, esclarecendo que o orçamento seria acrescido de mais 30% no seu custo, se a opção fosse essa. É o óbvio. Qualquer empresa cobraria custos adicionais por execução de serviços em horários extraordinários.

Já ouvi barulho por essa mesma motivação em outras administrações, como também ouvi elogios logo após a conclusão dos serviços nos mesmos locais. Processo natural que ocorre durante, e depois das obras.

Minha crítica contra a Prefeitura de Aracaju sobre os serviços de recapeamento em vias da capital se dá pelas inúmeras frentes instaladas, provocando transtornos em diversas localidades, o que poderia ser feito e concluso de forma mais ordenada, mas, tenho consciência plena de que não se faz omelete sem quebrar ovos.

Imposto Zero

O Ministério da Economia zerou o imposto de importação para centenas de produtos, entre eles, equipamentos médicos, de informática e para a indústria. A informação foi destacada pelo presidente Jair Bolsonaro em publicação na sua conta pessoal no Twitter.“Após zerar impostos de medicamentos que combatem AIDS e câncer, o Governo Bolsonaro, via @MinEconomia, faz o mesmo com centenas de produtos, entre eles, com equipamentos e produção médicos, exames, cirurgias oftalmológicas, informática e outros”, escreveu.

A Portaria Nº 2.024, de 12 de setembro de 2019, da Secretaria Especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia foi publicada nesta segunda-feira (16) no Diário Oficial da União e entra em vigor dois dias úteis a partir da data de publicação.

Também pelo Twitter, o Ministério da Economia informou que já foram zerados impostos de importação de 1.189 produtos. “Estamos trabalhando para baratear o custo de investimentos e facilitar o acesso dos brasileiros a bens que não são produzidos aqui. Já zeramos o imposto de importação de 1.189 produtos. Agora, damos mais um passo para incentivar o investimento e a modernização das nossas fábricas”, diz a publicação.

No início do mês de agosto, o governo também reduziu as tarifas de importação de 17 produtos como medicamentos para tratamento de câncer e HIV/Aids com o objetivo de reduzir o custo de produção das empresas instaladas no Brasil e o preço dos produtos para os consumidores.

Senadora Maria do Carmo  é Machado

O presidente estadual do DEM e a senadora Maria do Carmo Alves participaram de reuniões nos últimos dias para tratar da liberação de emendas parlamentares do orçamento 2020 para municípios e instituições. Na Codevasf, por exemplo, foi discutida a possibilidade de destinar recursos para projetos que vão beneficiar diversos municípios sergipanos, como Gararu, que tem sofrido com a falta de água.  Já para a Prefeitura de Aracaju, a senadora, que representa o DEM/SE no Senado, assegurou a destinação de recursos para diversos projetos. No Instituto Lourival Fontes, que realiza um importante trabalho de assistência à jovens e vem passando por dificuldades, e na Legião Feminina de Combate ao Câncer, também foram assegurados recursos para investimentos.

Fames realiza formação sobre a função da assistência social na administração pública

A Federação dos Municípios do Estado de Sergipe – FAMES realizou mais um curso de qualificação, dessa vez, voltado para à assistência social e suas demandas municipais. O encontro aconteceu no auditório da Fames, e reuniu diversos profissionais que atuam diariamente com a pasta nas prefeituras.

A palestra foi ministrada pela consultora da área de assistência da Confederação Nacional dos Municípios – CNM, Rosângela Ribeiro, que reconheceu a importância do âmbito assistencial para a administração pública. “Os gestores precisam traçar diretrizes para que a área social do município alcance os seus mais diversos públicos, dentro daquilo que venha a ser o serviço prestado para a sociedade”.

Foram discutidos, planejamentos, execução orçamentária, a necessidade de integração com as outras áreas, a utilização dos recursos da assistência, tipos de repasses na área e blocos de financiamento, e o Fundos da Infância e Adolescência (FIA), entre outros. “Sabemos que os recursos destinados a assistência social estão escassos, e esta qualificação tem como ideia central capacitar os gestores e profissionais da área para que saibam lidar com o orçamento e manter um equilíbrio na manutenção dos serviços nos municípios”, destacou o presidente da Fames, Christiano Cavalcante.

CRAS, CREAS e Bolsa Família também foram discutidos durante a palestra.

Por INNUVE

Ameça de morte contra Rodrigo Valadares

A polícia continua investigando sigilosamente o Boletim de Ocorrência registrado na Secretaria de Segurança Pública pelo deputado estadual Rodrigo Valadares (PTB).
O momento mais duro das ameaças de morte ocorreu em Aracaju, mas não tem nada a ver com políticos com base eleitoral na capital sergipana.
Dois familiares – pai e filho – deram o recado, olho no olho.
Os dois fazem política no interior do Estado.
Foi dito que a execução poderia ser encomendada em outro Estado do Nordeste.
O deputado não fala sobre o assunto.
Todo conteúdo extraído no portal: nenoticias.com.br



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Decisão do ministro Alexandre de Moraes é temerária para um dos maiores constitucionalista brasileiro, Ives Gandra Martins

O artigo a seguir foi extraído do endereço eletrônico registrado no final, e tem a autoria de um dos maiores constitucionalista brasileiro, Ives Gandra Martins, que faz referência, inclusive, à possibilidade de intervenção militar diante da desordem e desarmonia entre os poderes (em negrito no texto). Leia na íntegra: "Harmonia e independência dos poderes? Por Ives Gandra Martins Aos 85 anos e mantendo amizade e admiração com e por grande parcela dos juristas brasileiros e muitos estrangeiros, de todas as colorações ideológicas, é sempre com constrangimento que, no dever que me imponho de cidadão, sinto-me na obrigação de expor opinião contrária àqueles expoentes do direito, que, sendo amigos, encontram-se em funções públicas. Ao ler a Constituição, cujos trabalhos acompanhei de perto, participando de audiências públicas, oferecendo textos, alguns aprovados pela Constituinte e, informalmente, assessorando alguns constituintes, não consigo encontrar nenhum dispositivo que

A "generosidade" do Banese em nome da pandemia visa lucro altíssimo

O governador Belivaldo Chagas determinou que o Banco do Estado de Sergipe PRORROGASSE por três meses as mensalidades dos empréstimos consignados dos servidores públicos, bem como os CDCs , devido o momento difícil que todos estão passando pela pandemia do Covid-19. Desde o dia 1° de maio o BANESE   já disponibilizou para os aplicativos de smartphones a opção de "PRORROGAÇÃO" para quem tem empréstimo com a instituição financeira, e já provocou dúvidas e indignação em quem fez simulações nas "ofertas generosas" do banco para seus clientes. Diferente do que determinou o governador do Estado, e mais ainda do que explicou a assessoria de comunicação do BANESE, que disse o seguinte: "Dessa forma, a prorrogação está sendo oferecida com a manutenção da taxa de juros do contrato anterior, sem aumento no valor mensal das parcelas e sem cobrança de IOF, com a distribuição dos juros de carência nas parcelas do novo contrato". Dito assim, leigo que somos do sis

CONVENÇÕES PARTIDÁRIAS VIRTUAIS

Nestes últimos dias fomos agraciados com mais uma novidade que irá vigorar nas próximas eleições municipais, a possibilidade de que as convenções partidárias ocorram virtualmente. É certo que a pandemia que nos aflige acelerou mudanças que seriam observadas ao longo dos anos, fazendo presente cada vez mais a tecnologia à nossa vida, consequentemente ao sistema eleitoral também. Já passamos pelo período das janelas partidárias, das filiações, do alistamento, de mudança de domicílio eleitoral e de regularização do título de eleitor, tudo feito de forma virtual. Em nossos textos é sempre mencionada a necessidade de adequação ao momento em que estamos vivendo, e a experiência vem demonstrando tal necessidade, sendo certo o fato de que quem não buscar se amoldar ao momento poderá ficar para trás no pleito vindouro. Especificamente no que tange à realização das convenções partidárias por meio virtual, foi realizada consulta ao TSE questionando esta possibilidade, sendo proferido Parecer favo