Pular para o conteúdo principal

Desembargador José dos Anjos é um homem digno

A eleição que fez Belivaldo Chagas e Eliane Aquino, governador e vice, respectivamente, ainda não acabou, e terá um novo julgamento na próxima segunda-feira, 30, quando os embargos declaratórios elaborados pela defesa serão apreciados pelo Tribunal Regional Eleitoral - TRE.

A razão dos embargos é consequência do resultado que desfavoreceu a chapa Belivaldo/Eliane em julgamento anterior, quando perdeu por 6x1. A decisão foi pela cassação, cabendo recurso para a parte, o que acontece segunda-feira, quando serão julgados os embargos.

A defesa de Belivaldo protocolou petição no TRE, questionando o presidente da Corte, desembargador José dos Anjos, querendo saber a razão do mesmo não ter se julgado impedido diante do processo contra a chapa Belivaldo/Eliane, uma vez que seu filho estaria partcipando do escritório de advocacia que está patrocinando a ação.

É óbvio que o questionamento gera uma indisposição com o magistrado, extensivo ao Poder Judiciário, considerando tratar-se de uma exposição duvidosa do comportamento do desembargador José dos Anjos, homem digno, que talvez não sofresse essa interpelação se o resultado favorecesse o governador Belivaldo e sua vice Eliane Aquino.

O fato é que Belivaldo ganhou a eleição nas urnas, e também é fato que o MPE fez o seu papel na fiscalização do pleito, concluindo que houve abuso do poder político por parte de Belivaldo enquanto governador e candidato à reeleição. Nada de novidade, apenas a constatação que a maioria dos sergipanos reelegeu Belivaldo, mas, não impede que o MPE cumpra sua atividade constitucional, até que se prove o contrário.

Evidente que a defesa tenta obter subsídios no máximo que for possível, e o questionamento ao presidente da Corte sobre seu impedimento é também um objetivo de colocar dúvida no julgamento que seu cliente tivera anteriormente. É legítimo o questionamento.

O que não pode se questionar do desembargador José dos Anjos é sua conduta ilibada, e irretocável em toda sua trajetória dentro do judiciário sergipano.

Patrimônios culturais e imateriais de Sergipe

O Forró, a festa de São Judas Tadeu, e a Renda Irlandeza de Divina Pastora agora são patrimônios culturais e imaterias de Sergipe. Os projetos de autoria do deputado estadual Garibalde Mendonça já foi aprovado pela Assembleia Legislativa, e aguarda sanção do governador.

Depósito do FGTS

O pagamento de até R$ 500 por conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) começa hoje (27) para os trabalhadores nascidos em maio, junho, julho e agosto com poupança ou conta-corrente na Caixa Econômica Federal. A Caixa Econômica Federal iniciou neste mês o depósito automático para quem tem poupança, seguindo calendário de mês de nascimento.

Assédio

O Ministério Público do Trabalho em Sergipe (MPT-SE) ajuizou uma ação civil pública em face da empresa Almaviva do Brasil Telemarketing e Informática S/A por prática de assédio sexual contra funcionárias. Segundo uma das denúncias, a única possibilidade de ascensão profissional dentro da Almaviva é através do chamado “teste do sofá”. Durante a investigação, que foi iniciada em setembro de 2017, o MPT-SE obteve relato de que um coordenador da empresa tinha o costume de abordar funcionárias por meio das redes sociais. Inclusive, teria enviado uma foto do órgão sexual dele e tentava estabelecer relações íntimas com funcionárias.  Além disso, outras denúncias quanto a esse tema têm sido feitas.

Condenações da Lava Jato

O Supremo Tribunal Federal (STF) votou nesta quinta-feira (26) a favor da tese jurídica defendida por advogados de investigados na Lava Jato e que pode anular várias condenações oriundas das investigações, segundo avaliação da força-tarefa de procuradores que atuam na operação.

Por 7 votos a 3, a Corte decidiu que advogados de delatados podem apresentar as alegações finais, última fase antes da sentença, após a manifestação da defesa dos delatores. Atualmente, o prazo é simultâneo para as duas partes, conforme o Código de Processo Penal (CPP). Na prática, a maioria dos ministros entendeu que o delatado pode falar por último nesta fase, mesmo não estando previsto em lei. O entendimento foi baseado no princípio constitucional do contraditório e da ampla defesa.

Com a decisão, condenações em que as defesas não falaram por último na etapa final do processo poderão ser anuladas, e o processo deverá voltar à fase de alegações finais na primeira instância da Justiça. A repercussão da decisão nos casos que estão em tramitação em todo o país deverá ser decidida pela Corte na semana que vem.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Decisão do ministro Alexandre de Moraes é temerária para um dos maiores constitucionalista brasileiro, Ives Gandra Martins

O artigo a seguir foi extraído do endereço eletrônico registrado no final, e tem a autoria de um dos maiores constitucionalista brasileiro, Ives Gandra Martins, que faz referência, inclusive, à possibilidade de intervenção militar diante da desordem e desarmonia entre os poderes (em negrito no texto). Leia na íntegra: "Harmonia e independência dos poderes? Por Ives Gandra Martins Aos 85 anos e mantendo amizade e admiração com e por grande parcela dos juristas brasileiros e muitos estrangeiros, de todas as colorações ideológicas, é sempre com constrangimento que, no dever que me imponho de cidadão, sinto-me na obrigação de expor opinião contrária àqueles expoentes do direito, que, sendo amigos, encontram-se em funções públicas. Ao ler a Constituição, cujos trabalhos acompanhei de perto, participando de audiências públicas, oferecendo textos, alguns aprovados pela Constituinte e, informalmente, assessorando alguns constituintes, não consigo encontrar nenhum dispositivo que

A "generosidade" do Banese em nome da pandemia visa lucro altíssimo

O governador Belivaldo Chagas determinou que o Banco do Estado de Sergipe PRORROGASSE por três meses as mensalidades dos empréstimos consignados dos servidores públicos, bem como os CDCs , devido o momento difícil que todos estão passando pela pandemia do Covid-19. Desde o dia 1° de maio o BANESE   já disponibilizou para os aplicativos de smartphones a opção de "PRORROGAÇÃO" para quem tem empréstimo com a instituição financeira, e já provocou dúvidas e indignação em quem fez simulações nas "ofertas generosas" do banco para seus clientes. Diferente do que determinou o governador do Estado, e mais ainda do que explicou a assessoria de comunicação do BANESE, que disse o seguinte: "Dessa forma, a prorrogação está sendo oferecida com a manutenção da taxa de juros do contrato anterior, sem aumento no valor mensal das parcelas e sem cobrança de IOF, com a distribuição dos juros de carência nas parcelas do novo contrato". Dito assim, leigo que somos do sis

CONVENÇÕES PARTIDÁRIAS VIRTUAIS

Nestes últimos dias fomos agraciados com mais uma novidade que irá vigorar nas próximas eleições municipais, a possibilidade de que as convenções partidárias ocorram virtualmente. É certo que a pandemia que nos aflige acelerou mudanças que seriam observadas ao longo dos anos, fazendo presente cada vez mais a tecnologia à nossa vida, consequentemente ao sistema eleitoral também. Já passamos pelo período das janelas partidárias, das filiações, do alistamento, de mudança de domicílio eleitoral e de regularização do título de eleitor, tudo feito de forma virtual. Em nossos textos é sempre mencionada a necessidade de adequação ao momento em que estamos vivendo, e a experiência vem demonstrando tal necessidade, sendo certo o fato de que quem não buscar se amoldar ao momento poderá ficar para trás no pleito vindouro. Especificamente no que tange à realização das convenções partidárias por meio virtual, foi realizada consulta ao TSE questionando esta possibilidade, sendo proferido Parecer favo