Pular para o conteúdo principal

A receita de Machado


Antes de mais nada, é preciso testemunhar que bater um papo com o ex-deputado federal José Carlos Machado é muito prazeroso. Acredito que seja quase unanimidade entre os que já tiveram a mesma oportunidade. Um gentleman.

Atuante e antenado com os cenários políticos instalados nos municipios e estados, Machado é do tipo que não opina sem a devida análise prévia através de pesquisas em fontes institucionais, e também do extrato veiculado pela imprensa.

A palavra de ordem que se ouve na atualidade é "crise", o que Machado comenta de forma técnica e otimista, assegurando que as dificuldades declaradas pelos executivos dos municípios e estados devem ser encaradas com "menos despesas e mais eficiência".

A fórmula que o presidente estadual do DEM de Sergipe sugere parece fácil, do ponto de vista teórico, mas, na prática, muito difícil, quando o corte das despesas implica na atividade política, na maioria das vezes, pauta prioritária na agenda dos administradores. O corte na própria carne é uma necessidade que geralmente contraria os mais próximos, e requer muita segurança de quem por isso decidir. É preciso muito "sangue no olho".

Já a eficiência deve ter uma característica positiva, principalmente como parte do perfil dos administradores que desejam obter sucesso em suas áreas de atuação.  E para que o indivíduo haja com eficiência, são necessárias outras qualidades essenciais, como a organização, o compromisso, a concentração, a pontualidade, o respeito, a criatividade e etc.

Em resumo, a fórmula sugerida por Machado não é um ato de magia para quem verdadeiramente deseja fazer uma grande gestão, mas, convenhamos, é preciso, além de tudo, muito desprendimento e coragem para contrariar aliados em benefício de seu povo. Simples assim!

DEM/Aracaju tem novo presidente

Em conversa final na tarde desta quinta-feira, 22, o jovem Breno Mendonça, filho do deputado estadual Garibalde Mendonça, recebeu do presidente estadual do Democratas, ex-deputado federal José Carlos Machado, a incumbência de presidir a Comissão Provisória do partido na capital sergipana. O presidente estadual do DEM em Sergipe falou da atual situação que a sigla atravessa no estado, e expôs os encaminhamentos que devem ser tomados pelos democratas para a eleição de 2020 na capital e no interior.


Violência contra mulher

A palestra sobre “A Lei Maria da Penha e o Novo Olhar sobre Violência Doméstica”, proferida na manhã desta quinta-feira, 22, no plenário da Assembleia Legislativa de Sergipe, pela juíza e coordenadora da Mulher do Tribunal de Justiça de Sergipe, Rosa Geane Nascimento Santos, chamou a atenção dos deputados pelos índices apresentados. Convidada pelo presidente da Alese, Luciano Bispo (MDB) para falar sobre o tema, ela informou com base no Mapa da Violência Doméstica e de feminicídios, que Sergipe é o 20º estado em assassinatos de mulher; Aracaju é a 13ª capital com maior número de homicídios de mulheres e o Brasil ocupa a 5ª posição.

PPPs em Sergipe

O governador Belivaldo Chagas disse, ao falar no Fórum, que “Sergipe tem como um dos principais pilares do nosso planejamento estratégico a modernização do estado. E as PPPs são uma ferramenta moderna de gestão que vai nos ajudar em direção a essa missão”. Belivaodo disse ainda que “fez questão de elogiar os estados do Piauí e da Bahia, que já avançaram bastante nessa modalidade”. E anunciou que Sergipe “caminha nesse mesmo sentido, buscando a garantia de mais eficiência e economia para possibilitar investimentos importantes para o povo sergipano”.

Apae/Aracaju em Brasília

O presidente da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE Aracaju), Max Guimarães, está em Brasília e deve continuar pela capital federal até o fim da semana. Objetivando a busca de recursos através de emendas parlamentares, o representante maior da entidade aracajuana aproveitou a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência para ressaltar a necessidade de voltar os olhos a questões relacionadas à inclusão.

Incêndios na Amazônia

Os incêndios florestais na região amazônica podem ser usados para prejudicar o setor do agronegócio do Brasil, disse nesta quinta-feira (22) o presidente Jair Bolsonaro, durante live semanal no Facebook. Ele destacou que o governo trabalha para mitigar o problema e pediu que as pessoas ajudem a denunciar práticas criminosas na área.”Alguns países aproveitam o momento para potencializar as críticas contra o Brasil para prejudicar o agronegócio, nossa economia, recolocar o Brasil numa posição subalterna”, afirmou. O presidente criticou manifestações estrangeiras sobre o assunto. “Um país agora, sem dizer o nome aqui, falou da ‘nossa Amazônia’, teve a desfaçatez de falar ‘a nossa Amazônia’, está interessado em um dia ter um espaço aqui na nossa Amazônia para ele”, disse.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Decisão do ministro Alexandre de Moraes é temerária para um dos maiores constitucionalista brasileiro, Ives Gandra Martins

O artigo a seguir foi extraído do endereço eletrônico registrado no final, e tem a autoria de um dos maiores constitucionalista brasileiro, Ives Gandra Martins, que faz referência, inclusive, à possibilidade de intervenção militar diante da desordem e desarmonia entre os poderes (em negrito no texto). Leia na íntegra: "Harmonia e independência dos poderes? Por Ives Gandra Martins Aos 85 anos e mantendo amizade e admiração com e por grande parcela dos juristas brasileiros e muitos estrangeiros, de todas as colorações ideológicas, é sempre com constrangimento que, no dever que me imponho de cidadão, sinto-me na obrigação de expor opinião contrária àqueles expoentes do direito, que, sendo amigos, encontram-se em funções públicas. Ao ler a Constituição, cujos trabalhos acompanhei de perto, participando de audiências públicas, oferecendo textos, alguns aprovados pela Constituinte e, informalmente, assessorando alguns constituintes, não consigo encontrar nenhum dispositivo que

A "generosidade" do Banese em nome da pandemia visa lucro altíssimo

O governador Belivaldo Chagas determinou que o Banco do Estado de Sergipe PRORROGASSE por três meses as mensalidades dos empréstimos consignados dos servidores públicos, bem como os CDCs , devido o momento difícil que todos estão passando pela pandemia do Covid-19. Desde o dia 1° de maio o BANESE   já disponibilizou para os aplicativos de smartphones a opção de "PRORROGAÇÃO" para quem tem empréstimo com a instituição financeira, e já provocou dúvidas e indignação em quem fez simulações nas "ofertas generosas" do banco para seus clientes. Diferente do que determinou o governador do Estado, e mais ainda do que explicou a assessoria de comunicação do BANESE, que disse o seguinte: "Dessa forma, a prorrogação está sendo oferecida com a manutenção da taxa de juros do contrato anterior, sem aumento no valor mensal das parcelas e sem cobrança de IOF, com a distribuição dos juros de carência nas parcelas do novo contrato". Dito assim, leigo que somos do sis

CONVENÇÕES PARTIDÁRIAS VIRTUAIS

Nestes últimos dias fomos agraciados com mais uma novidade que irá vigorar nas próximas eleições municipais, a possibilidade de que as convenções partidárias ocorram virtualmente. É certo que a pandemia que nos aflige acelerou mudanças que seriam observadas ao longo dos anos, fazendo presente cada vez mais a tecnologia à nossa vida, consequentemente ao sistema eleitoral também. Já passamos pelo período das janelas partidárias, das filiações, do alistamento, de mudança de domicílio eleitoral e de regularização do título de eleitor, tudo feito de forma virtual. Em nossos textos é sempre mencionada a necessidade de adequação ao momento em que estamos vivendo, e a experiência vem demonstrando tal necessidade, sendo certo o fato de que quem não buscar se amoldar ao momento poderá ficar para trás no pleito vindouro. Especificamente no que tange à realização das convenções partidárias por meio virtual, foi realizada consulta ao TSE questionando esta possibilidade, sendo proferido Parecer favo