Pular para o conteúdo principal

A expectativa de 2020 em Lagarto

Com os últimos acontecimentos ocorridos no município de Lagarto,  toda especulação é pouca, quando se fala na eleição de 2020.

Apesar de afastado, Valmir Monteiro detém a maior influência  entre todos os líderes políticos do município, e será decisivo para eleição do novo prefeito a partir de 2021.

Tomei conhecimento de uma recente pesquisa de consumo interno encomendada por um dos grupos locais, que depois de Valmir Monteiro, se não disputar o pleito, o nome mais forte é o do seu filho Ibraim, hoje deputado estadual. 

Quem também pretende chegar no comando da PML é o deputado federal Fábio Reis, impulsionado pelo seu irmão, Sérgio, que deseja voltar à Câmara Federal com uma possível vitória de Fábio para prefeitura.

O grupo liderado pelo também deputado federal Gustinho Ribeiro, que tem hoje a esposa Hilda como prefeita, substituindo Valmir, apesar do esforço, não tem capilaridade suficiente para um possível enfrentamento eleitoral contra as duas maiores forças políticas do município, que são os Reis e Valmir.

Ainda estamos um pouco longe, mas, política se analisa pelas tendências, e com os fatos ocorridos recentemente contra Valmir, mesmo de longe, apenas dando conhecimento à população  quem seria seu candidato preferido, com algum impedimento dele mesmo, será nome fortíssimo para comandar a prefeitura de Lagarto. Quem viver, verá!

Alysson com JB

O atual vice-prefeito da Barra dos Coqueiros, Alysson, apareceu numa foto em sua rede social ao lado do ex-governador Jackson Barreto. Na legenda, o pré-candidato a prefeito mais bem avaliado em todas as pesquisas de consumo interno diz que o encontro se tratava de um bom papo falando do futuro da cidade (Barra dos Coqueiros). Disseram-me: "Alysson que tome cuidado para não levar um "banho de cuia", se ele pensa no apoio de JB para sua candidatura". Não me pediram segredo, então, tá dito.

Povo palhaço 

O vereador de Aracaju, Palhaço Soneca, que está de licença médica, mostrou no domingo, 30, que nem só de cirurgia e repouso se recupera de uma apendicite. Com muita alegria e disposição, o enfermo esteve na festa do mastro de Capela, e fez foto no meio da folia ao lado do presidente da CMA, Nitinho. Neste caso, quem seria o palhaço? O vereador ou o povo de Aracaju?

LDO aprovada

Às 23:00 hs desta segunda-feira, 1°, os deputados estaduais aprovaram em Plenário, depois de um longo período de discussão na Sala das Comissões, a Lei de Diretrizes Orçamentárias-LDO. A partir de hoje os parlamentares já se encontram em recesso, e retomam as atividades legislativas no dia 1° de agosto. 

Pedrinho Barreto

Uma novidade anunciada ontem pelas redes sociais foi a pré-candidatura para prefeito de Aracaju do advogado Pedrinho Barreto. Ele deve surgir como o nome majoritário do PL. Pedrinho é bem combativo, e defende seus posicionamentos com.muita firmeza. Os debates com ele na disputa serão bem interessantes e com alta temperatura (sem papas na língua). Tá no jogo!

Indicação do trade 

É dada como certa a mudança na estrutura da Secretaria de Turismo do Estado. Se o secretário continua ainda é dúvida,  muito embora o governador tenha revelado insatisfação com o gestor da pasta. Tanto assim, que fala de alguém com um perfil profissional para o comando da secretaria. O que já parece definido é a indicação da diretoria técnica ser feita pelo trade turístico. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Decisão do ministro Alexandre de Moraes é temerária para um dos maiores constitucionalista brasileiro, Ives Gandra Martins

O artigo a seguir foi extraído do endereço eletrônico registrado no final, e tem a autoria de um dos maiores constitucionalista brasileiro, Ives Gandra Martins, que faz referência, inclusive, à possibilidade de intervenção militar diante da desordem e desarmonia entre os poderes (em negrito no texto). Leia na íntegra: "Harmonia e independência dos poderes? Por Ives Gandra Martins Aos 85 anos e mantendo amizade e admiração com e por grande parcela dos juristas brasileiros e muitos estrangeiros, de todas as colorações ideológicas, é sempre com constrangimento que, no dever que me imponho de cidadão, sinto-me na obrigação de expor opinião contrária àqueles expoentes do direito, que, sendo amigos, encontram-se em funções públicas. Ao ler a Constituição, cujos trabalhos acompanhei de perto, participando de audiências públicas, oferecendo textos, alguns aprovados pela Constituinte e, informalmente, assessorando alguns constituintes, não consigo encontrar nenhum dispositivo que

A "generosidade" do Banese em nome da pandemia visa lucro altíssimo

O governador Belivaldo Chagas determinou que o Banco do Estado de Sergipe PRORROGASSE por três meses as mensalidades dos empréstimos consignados dos servidores públicos, bem como os CDCs , devido o momento difícil que todos estão passando pela pandemia do Covid-19. Desde o dia 1° de maio o BANESE   já disponibilizou para os aplicativos de smartphones a opção de "PRORROGAÇÃO" para quem tem empréstimo com a instituição financeira, e já provocou dúvidas e indignação em quem fez simulações nas "ofertas generosas" do banco para seus clientes. Diferente do que determinou o governador do Estado, e mais ainda do que explicou a assessoria de comunicação do BANESE, que disse o seguinte: "Dessa forma, a prorrogação está sendo oferecida com a manutenção da taxa de juros do contrato anterior, sem aumento no valor mensal das parcelas e sem cobrança de IOF, com a distribuição dos juros de carência nas parcelas do novo contrato". Dito assim, leigo que somos do sis

CONVENÇÕES PARTIDÁRIAS VIRTUAIS

Nestes últimos dias fomos agraciados com mais uma novidade que irá vigorar nas próximas eleições municipais, a possibilidade de que as convenções partidárias ocorram virtualmente. É certo que a pandemia que nos aflige acelerou mudanças que seriam observadas ao longo dos anos, fazendo presente cada vez mais a tecnologia à nossa vida, consequentemente ao sistema eleitoral também. Já passamos pelo período das janelas partidárias, das filiações, do alistamento, de mudança de domicílio eleitoral e de regularização do título de eleitor, tudo feito de forma virtual. Em nossos textos é sempre mencionada a necessidade de adequação ao momento em que estamos vivendo, e a experiência vem demonstrando tal necessidade, sendo certo o fato de que quem não buscar se amoldar ao momento poderá ficar para trás no pleito vindouro. Especificamente no que tange à realização das convenções partidárias por meio virtual, foi realizada consulta ao TSE questionando esta possibilidade, sendo proferido Parecer favo